terça-feira, 11 de novembro de 2014

NOTÍCIAS DO SEMINÁRIO ESPÍRITA DA BAIXADA SANTISTA.

Foi realizado no Centro Espírita Beneficente Ângelo Prado, no dia 1º de novembro de 2014, na cidade de Santos, o I SEMINÁRIO ESPÍRITA DA BAIXADA SANTISTA, com o apoio da CEPABRASIL, organizado pelas seguintes instituições ligadas ao pensamento espírita laico e livre pensador: CE Allan Kardec, CEB Ângelo Prado, Instituto Cultural Kardecista de Santos, Grupo Espírita Léon Denis (Guarujá), Fraternidade Espírita, CE Amor Fraterno Universal e CE Missionários da Luz.

O tema proposto para o seminário foi colocado em forma de indagação, na verdade, uma provocação, expressa na seguinte pergunta: Todos temos os mesmos direitos e estamos sujeitos à mesma justiça?. O referido tema visava debater as questões do direito e da justiça sob uma perspectiva prática, privilegiando uma reflexão a respeito da conduta do cidadão e, particularmente, do espírita, na sociedade. Objetivava, também, refletir sobre as possíveis contribuições que os grupos espíritas podem oferecer a uma sociedade mais justa e fraterna.

Denis Hermida, Jacira e Jailson
Tivemos a honra de receber como expositores convidados a Dra. Jacira Jacinto da Silva, juíza de direito, e o Dr. Denis Domingues Hermida, advogado, ambos espíritas de longa data, bem como altamente qualificados em seus currículos acadêmicos e profissionais. A coordenação ficou a cargo de  Jailson Lima de Mendonça, também advogado, que soube conduzir os debates com eficiência e dinamismo.

Após a excelente apresentação musical da banda YUS, na qual participa nosso companheiro de atividades espíritas Paulo Muniz, passamos aos debates. O tema era extremamente complexo, difícil, porém tanto a Dra Jacira, quanto o Dr. Denis, enfrentaram a temática com inteligência, profundidade e franqueza, refletindo sobre as diversas causas que nos levam  a   uma sociedade ainda profundamente injusta .

A reflexão de ambos girou sobre as questões próprias do mundo jurídico, sobre as questões culturais e éticas do povo brasileiro, sobre as desigualdades sociais, sobre o problema da corrupção, do tráfico de drogas e das paixões, demasiadamente humanas, dos profissionais do direito, além de outros problemas que foram levantados, com vistas a fazer um diagnóstico preciso dos males de nossa sociedade.

Não podemos deixar de mencionar a participação do público presente, mais de 80 pessoas, o qual contribuiu, brilhantemente, com o aprofundamento do tema, no momento destinado aos debates. Nesta parte do seminário foram colocadas reflexões, dúvidas e, até mesmo, divergências em relação a algumas falas dos expositores. Aqui temos o dever de registrar, o caráter democrático, aberto e respeitoso, tanto dos expositores, quanto do público, ao debaterem livremente sobre suas convergências e divergências. Podemos dizer, nesse sentido, que não tivemos um debate partidário, de caráter sectário, mas sim um debate político e filosófico de altíssimo nível.

Quanto às conclusões oferecidas pelos expositores à questão apresentada, podemos dizer que ambos os expositores afirmaram sua esperança em dias melhores. Chegamos ao consenso, que o Brasil está em um processo histórico de desenvolvimento e aperfeiçoamento de sua democracia, de suas instituições, e, mesmo, porque não dizer, de seus homens públicos. Estamos aprendendo a votar, a escolher nossos representantes, a cobrar satisfações sobre seus mandatos. Estamos aprendendo a conviver com a pluralidade de pensamentos, opiniões e escolhas.
Mesmo que existam sinais de aparente retrocesso, concluímos que a tendência é que o Brasil continue seu caminho para melhor, desde que os brasileiros continuem apostando na democracia, nos direitos humanos, na liberdade de consciência e expressão e nunca desistam da luta por justiça social.

No que diz respeito aos espíritas e aos centros espíritas, chegamos à conclusão que  a filosofia kardecista fornece ao mundo  um horizonte de compreensão da vida  de grande atualidade e utilidade. Nesta cosmovisão que o espiritismo oferece, é necessário destacar os princípios éticos defendidos por esta doutrina, como o princípio da honestidade, da bondade, da obediência aos ditames da consciência, da participação social, do auxílio aos mais fracos, etc.
Enfim, o espiritismo sintetiza, em sua postulação ética, as principais conquistas  do mundo ocidental. Sendo assim, cabe a nós espíritas o esforço para integrar este ideal  superior de conduta em nossas vidas, cabendo, igualmente, aos centros espíritas, à irradiação desta doutrina generosa  na sociedade.

Finalmente, podemos dizer com alegria que a baixada santista agora tem em sua agenda mais um evento espírita laico e livre pensador, além do tradicional Simpósio Brasileiro do Pensamento Espírita e do Fórum Espírita do Livre- Pensar. Os espíritas  de nossa região  terão, nos anos em que não for realizado o Simpósio Brasileiro do Pensamento Espírita,  o Seminário Espírita, que, em 2016, realizará sua próxima edição.

Você já está convidado!

Nenhum comentário: