terça-feira, 9 de junho de 2009

III FORUM DO LIVRE-PENSAR EPÍRITA - Guarulhos

***
COORDENADOR DO MINISTÉRIO DA SAÚDE DESTACA A POSIÇÃO LAICA ESPÍRITA COMO FUNDAMENTAL PARA O DEBATE SOBRE SAÙDE MENTAL
*
Na abertura do III Fórum do Livre Pensar Espírita, realizado em Guarulhos (SP), de 5 a 7 de junho, o Dr. Pedro Delgado (foto), Coordenador-Geral do Programa de Saúde Mental do Ministério da Saúde (Governo Federal) afirmou ser importantíssima a contribuição dos espíritas laicos para a construção de um novo modelo de assistência no campo da saúde mental.
Delgado pontuou que tratar a questão da saúde mental sem a interferência de dogmas religiosos, mas respeitando os sentimentos de religiosidade de cada um (paciente, familiar, profissional, Sociedade) é importante porque a contribuição efetiva de uma ciência espiritual pode auxiliar no melhor equacionamento da questão.
O contributo maior está na “Dimensão Espiritual do Sofrimento”, que a posição espírita pode descortinar, principalmente por não invocar questões de fé. O novo paradigma que está sendo construído, assim, coloca o doente e seus familiares não como “vítimas” da doença, mas atores, protagonistas e co-terapeutas, tomando a positividade da loucura (calcada na experiência de vida, a vivência e o aprendizado, que constituem a matriz ética da questão), e não a simples negatividade que a dor possa encampar.
A feliz iniciativa da CEPAmigos em promover o Fórum e os compromissos que ficarão como conseqüência do evento, principalmente a “Carta” assinada no encerramento do mesmo, podem ser balizas importantes para inserir, definitivamente, o movimento espírita, consciente e participativo, neste cenário.
Reportagem de Marcelo Henrique, especial para CEPA BRASIL.

Nenhum comentário: